goppp

Informações e notícias sobre colaborações público-privadas

Triângulo do Sol adia oferta de debênture

leave a comment »

A concessionária Triângulo do Sol, que administra 442 quilômetros de rodovias no Estado de São Paulo, decidiu adiar para o ano que vem uma emissão de pelo menos R$ 620 milhões em debêntures. O pedido de interrupção da análise da oferta já foi formalizado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e é válido até o próximo dia 15 de fevereiro.

O adiamento ocorreu porque a empresa, controlada pela associação entre o grupo brasileiro Bertin e a italiana Atlantia, não teria conseguido a tempo a aprovação da liberação das garantias pela Artesp, a agência reguladora do governo paulista, conforme apurou o Valor. No cronograma original, o registro da operação na CVM estava previsto para o último dia 29 de outubro. Nenhum representante da empresa foi localizado ontem para comentar o assunto.

As debêntures contam com um pacote de garantias que inclui a alienação fiduciária de 100% das ações da concessionária e a cessão dos direitos do contrato de concessão, como o fluxo de recebíveis dos pedágios, de acordo com o prospecto preliminar da oferta. Esse tipo de aval em uma emissão de instrumentos de dívida só pode ser concedido aos investidores com autorização do regulador.

Os recursos captados com as debêntures não serão usados diretamente pela companhia, e sim para capitalizar a Bertin-Atlantia. Segundo o prospecto, a Triângulo do Sol pretende resgatar uma emissão anterior de debêntures, que por sua vez teve como um dos destinos a concessão de um empréstimo para os controladores da concessionária. Essa emissão vence em outubro de 2013.

Os grupos Bertin e Atlantia decidiram se associar na atuação em rodovias no início deste ano, em uma joint venture na qual ambos detêm 50% do capital. Juntas, as empresas administram 1,5 mil quilômetros de concessões. Além da Triângulo do Sol, a sociedade inclui as rodovias Nascentes das Gerais, Rodovias das Colinas e Rodovias do Tietê. A sociedade tem ainda a opção de comprar 95% da SPMar, que administra os trechos Sul e Leste do Rodoanel, em São Paulo.

O BTG Pactual é o coordenador líder da oferta da Triângulo do Sol e atua na operação ao lado de Bradesco BBI, Itaú BBA e Santander. Os mesmos bancos são os credores da primeira emissão de debêntures da companhia.

Por Vinícius Pinheiro | São Paulo

Origem: Valor Econômico

Procedência: http://www.valor.com.br/financas/2905744/triangulo-do-sol-adia-oferta-de-debenture#ixzz2CNbM53VW

Written by goppp

16/11/2012 às 08:22

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: