goppp

Informações e notícias sobre colaborações público-privadas

CCR amplia negócios com entrada em fibras ópticas

leave a comment »

Companhia de capital aberto especializada em concessões de infraestrutura, a CCR ampliou seu leque de negócios ao iniciar investimentos de R$ 200 milhões para o início das operações comerciais da Samm, subsidiária que será responsável por trazer receitas ao grupo com transmissão de dados via fibra óptica.

Até o fim do ano, R$ 52 milhões em investimentos serão realizados, sendo que o restante será aplicado nos quatro anos seguintes.

A intenção é que a nova companhia forneça serviços de transmissão de dados a empresas de telecomunicação por meio de fios instalados na estrutura subterrânea das rodovias administradas pela controladora. A CCR é concessionária de 2,43 mil quilômetros nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná e a rede de fibras será instalada em quase toda a extensão da malha do grupo.

Também faz parte do plano de negócios a instalação dos fios nos 12 quilômetros da Linha 4-Amarela do metrô paulistano, administrada sob regime de concessão estadual pela ViaQuatro, controlada da CCR.

Será possível, por meio da infraestrutura das fibras ópticas, fazer o transporte de voz, vídeo e outros dados em velocidade de até 40 gigabytes por segundo (Gbps).

Os novos investimentos na chamada tecnologia 4G, em televisão de alta definição e internet de banda larga são vistos como fatores que farão a empresa ter demanda relevante do mercado.

A companhia passou três anos estudando o projeto e, em 2012, começa a operar a nova subsidiária de forma comercial. A expectativa é que os investimentos sejam concluídos até o ano de 2016, quando ela começa a operar plenamente. A receita preliminar estimada para aquele ano é de R$ 150 milhões.

A expectativa da companhia é que o novo negócio tenha uma taxa de retorno ao investimento alta, se comparada aos possíveis investimentos em estradas. Enquanto o governo espera que o novo pacote de concessões de rodovias tenha retorno de “um dígito”, a CCR espera uma taxa “bem diferente” (para mais) no novo segmento de negócios.

Para as companhias, o segmento rodoviário ainda é atrativo, por fornecer receitas de forma previsível e estável. Mas ele não garante as mesmas margens dos anos 90, quando boa parte dos contratos foi firmada. Por ser uma época de alto risco de investimento, a taxa de retorno dos projetos concedidos naquela época é considerada alta para o ambiente mais estável de hoje – fazendo com que o governo opte por conceder novos projetos a uma taxa de retorno menor do que as de antigamente.

Esse é um dos responsáveis pela diversificação das empresas do setor, como é o caso da CCR.

Por Fábio Pupo | De São Paulo

Origem: Valor Econômico

Procedência: http://www.valor.com.br/empresas/2873948/ccr-amplia-negocios-com-entrada-em-fibras-opticas#ixzz2A1Xk913w

Written by goppp

22/10/2012 às 08:51

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: