goppp

Informações e notícias sobre colaborações público-privadas

(BE) Para BNDES, logística é o ponto fraco da competitividade no Brasil

leave a comment »

Presidente do banco, Luciano Coutinho, diz que programa de concessões vai acelerar projetos de qualidade.

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, afirmou ontem que os problemas de logística são o “calcanhar de aquiles” da  competitividade da indústria brasileira. Para ele, medidas adotadas pelo governo, como a redução das tarifas de energia e o novo programa de concessões de ferrovias, portos e  aeroportos são muito importantes para o setor, pois devem acelerar projetos de alta qualidade, criando um novo ciclo de investimentos em infraestrutura.

“O Brasil tem oportunidades rentáveis de investimento”, disse. “O governo também tomou medidas de estímulo ao investimento privado, como a redução da TJLP e a desoneração dos encargos patronais nos setores  intensivos de mão de obra”, completou Coutinho, em seu discurso de abertura no Fórum Nacional, promovido pelo ex-ministro João Paulo dos Reis Velloso.

Coutinho afirmou ainda que a redução da taxa básica de juros (Selic) e a taxa de câmbio menos apreciada ajudam a criar a base sustentável para o crescimento da economia brasileira.

“Tornou-se uma compreensão generalizada a relevância de se ter um câmbio razoável para o crescimento produtivo”, afirmou. Segundo ele, setores como a cadeia de petróleo e gás, etanol, semicondutores, agronegócios e softwares têm potencial para crescer de maneira sustentável no país. “Não há o que impeça o avanço do Brasil, salvo a nossa própria capacidade de estruturar fronteiras sólidas de investimento”, disse.

Para Coutinho, as medidas de afrouxamento monetário anunciadas pelo Federal Reserve (Fed, Banco Central americano) não devem elevar a inflação brasileira, o que se daria pela valorização das commodities. “Dependendo de como for feita (a rodada de afrouxamento), ela pode gerar um pouco mais de  inflação de commodities, o que poderia afetar os preços aqui dentro”, analisou Coutinho, que disse ainda que o Brasil temmeios para equilibrar esse movimento por meio do aumento da  produtividade e da manutenção de uma taxa de juros estimulante.

Cálculo do PIB

Questionado sobre a mudança nos cálculos do Produto Interno Bruto (PIB), Coutinho frisou que os  investimentos eram subestimados, mas que a alteração metodológica é uma questão técnica. “Sempre achei, como economista, que havia uma certa subestimativa da formação de  capital,  as este é um tema técnico. O importante é que precisamos poupar mais e investir mais”, avaliou.

Já para o presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Marcelo Neri, que também participou do evento, as mudanças vão resultar em dados mais fidedignos. “Ela (a nova metodologia) vai refletir melhor o que está acontecendo na economia brasileira”,  disse.

Fórum continua hoje

A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann; o presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL) representando o ministro dos Transportes, Paulo Passos; e o diretor do BNDES, Roberto Zurli Machado, participam do evento no Rio. ■

Por Gabriela Murno, do Rio | rmurno@brasileconomico.com.br

 

Origem: Brasil Econômico

Procedência: Brasil Econômico

 

Written by goppp

20/09/2012 às 11:02

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: