goppp

Informações e notícias sobre colaborações público-privadas

(BE) Suspensão de Belo Monte põe Norte Energia em alerta

leave a comment »

Consórcio pode ter que comprar energia no mercado para suprir acordo feito com distribuidoras

A paralisação das obras da usina de Belo Monte, localizada no Rio Xingu (PA), ligou o sinal vermelho dentro do consórcio Norte Energia, formado pelas empresas Chesf e Queiróz Galvão,  entre outras. A suspensão das obras, decretada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região na semana passada, pode aumentar as despesas para a empresa, além de reduzir a possibilidade de ganhos extras com a geração de energia já em 2015, um ano antes do previsto.

O motivo é que,coma paralisação, a Norte Energia, comandada por Duílio Figueiredo,  corre o risco de perde umajanela hidrológica— período sem chuva ideal para a construção —, trazendo dúvidas sobre a capacidade de gerar energia para as 27 distribuidoras.

Mesmo  diante dessas preocupações, Nivalde de Castro, coordenador do Grupo de Estudos do Setor Elétrico da Universidade Federal do Rio de Janeiro, acredita que o atraso não deve causar, no curto prazo, riscos de desabastecimento para o setor de energia, já que a companhia terá que suprir o buraco deixado pelo atraso. “O impacto será maior para a Norte Energia que, se não  cumprir o prazo de geração em 2016, terá que comprar energia no mercado e arcar com o prejuízo, já que o contrato fechado coma distribuidores fixou um valor de R$ 78 por  megawatt/hora (MWh).”

A Advocacia-Geral da União (AGU) já apresentou uma reclamação ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo que a decisão de parar as obras seja revista.ANorte Energia classificou a ordem para suspender as obras como inadmissível e disse que a decisão vai trazer “consequências negativas e imprevisíveis”. Segundo a empresa,  ode ser necessário o acionamento de termelétricas a óleo, consideradas mais poluentes e mais caras do que Belo Monte.

Mão de obra

E se já existe um alerta no longo prazo, o cenário  não é tão diferente no curto. Com13 mil funcionários paralisados, o Consórcio Construtor Belo Monte (CCBM), liderado pela Andrade Gutierrez, aguarda um posicionamento da Norte Energia,  ara então definir a situação dos funcionários. “Os funcionários seguem alojados nos três canteiros de obras e também na cidade de Altamira (PA). Nos canteiros estão funcionando apenas os serviços essenciais”, destacou a CCBM.

Na avaliação de André Crisafulli sócio da consultoria Andrade& Canella, a Norte Energia terá que revisar seu cronograma, sendo obrigada a  refazer projetos. “Isso pode afetar futuros leilões, além de atrasar todo um cronograma já definido pela empresa. Ela terá que sentar com todos os seus fornecedores para renegociar os pedidos”, avaliou. ■

Rafael Palmeiras | rpalmeiras@brasileconomico.com.br

Origem: Brasil Econômico

Procedência: Brasil econômico

Written by goppp

27/08/2012 às 09:32

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: