goppp

Informações e notícias sobre colaborações público-privadas

(BE) EcoRodovias, OHL e CCR superam índice de transportes

leave a comment »

Entre os motivos, estão o fato de serem papéis defensivos e o ciclo de queda da Selic que barateia o endividamento das companhias. Pacote de infraestrutura pode impactar as ações no longo prazo.

O desempenho dos papéis das operadoras de rodovias OHL, CCR e EcoRodovias supera a valorização do MSCI World Transportation, que apresenta alta de 15,37%, e do MSCI Emerging Markets Transportation, que tem elevação de 12,56%. No ano, a OHL registra valorização de 59,88% — o que a coloca na terceira posição do ranking de maiores altas entre as ações do
Ibovespa, em 2012, atrás apenas da Sabesp e da Hypermarcas. Já a CCR apresenta elevação de 44,57%, enquanto a EcoRodovias, de 17,76%.

Entre as explicações, está a fuga de  investidores para aplicações consideradas defensivas na bolsa, em resposta ao cenário de instabilidade. Em geral, os papéis defensivos mais procurados são de empresas de energia elétrica e de telecomunicações — que também possuem previsibilidade de fluxo de caixa. No entanto, a revisão tarifária do setor elétrico e o aumento dos investimentos feitos pelas companhias de telefonia, por causa do maior número de clientes, mudaram o foco para as operadoras de concessões de rodovia.

Programa

Leonardo Nita, analista do BB Investimentos (BB BI), acrescenta que a redução da taxa básica de juros também é positiva para o setor que tem endividamento elevado. “Ao longo deste ano, as diversas reduções na Selic beneficiaram essas empresas que são muito alavancadas.”

Além disso, a longo prazo, o Programa de Investimentos em Logística de R$ 133 bilhões pode beneficiar as companhias. “O pacote de infraestrutura ainda não teve impacto nas ações. O edital ainda precisa ser elaborado, passar pelo Tribunal de Contas da União e fazer o leilão para depois saber quem foram os ganhadores.”

De acordo com Felipe Silveira e Marco Aurélio Barbosa, analistas da Coinvalores, a pressão sobre as ações da CCR, nas últimas semanas, foi mais negativa do que positiva. Isso porque o ministro dos Transportes, Paulo Passos, disse que o governo não pretende renovar parte das primeiras concessões de rodovias realizadas durante o governo  Fernando Henrique Cardoso, como a da Ponte Rio-Niterói, que é operada pela companhia. “De qualquer forma, isso já era esperado, uma vez que nunca houve renovação em concessões.  por isso, também já está precificada. Não deveria ter acontecido oscilação  por conta das declarações”, diz Nita.

Os analistas da Coinvalores lembram que, no mês que vem, deve vir a  segunda rodada do plano de infraestrutura que vai contemplar portos e aeroportos. Pedro Galdi, analista-chefe da SLW, lembra que a CCR e OHL são candidatas a concorrer na categoria de aeroportos.

Já a ALL não apresenta alta tão considerável — apenas de 6,86% —, porque houve mudanças no modelo de concessões ferroviárias para os novos editais. No novo  modelo, a companhia não terá o domínio completo da operação logística. ■

Natália Flach | nflach@brasileconomico.com.br

Origem: Valor Econômico

Procedência: Valor Econômico

Written by goppp

27/08/2012 às 09:44

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: