goppp

Informações e notícias sobre colaborações público-privadas

ANTT licita ônibus e recorre da suspensão do TAV

leave a comment »

A Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT) afirmou que as licitações das linhas de transporte público interestadual com extensão superior a 75 quilômetros estão em andamento, independente da determinação da Justiça Federal de Brasília, que suspendeu, na última quinta-feira (29/09), todos os procedimentos referentes à licitação do TAV, até que as linhas sejam licitadas.

Nesta segunda, 03/10, a agência encerra as sessões públicas  do plano de outorgas de transporte rodoviário, que já foram realizadas em Fortaleza, Porto Alegre, São Paulo, Brasília, Recife e Belo Horizonte e que finalizam agora no Rio de Janeiro. A previsão é de que no próximo mês sejam iniciadas as audiências sobre o edital e o contrato das concessões, para que até o primeiro semestre de 2012 as licitações sejam publicadas.

Com a suspensão, a regularização das linhas interestaduais acima de 75 km de extensão se torna pré-requisito para a licitação do TAV, que já teve seu leilão adiado três vezes por falta de interessados.  A decisão judicial alega que o transporte coletivo de passageiros está “à margem da imposição constitucional de prévia licitação para a concessão ou permissão de serviços públicos, sendo comum que as empresas realizem a operação das linhas sem nem mesmo a existência de contratos administrativos formais”.

A justiça já havia delimitado a data de 30/11/2010 para que os editais dos ônibus fossem publicados. O descumprimento do prazo também foi usado como justificativa para a paralisação dos processos do TAV, por ser entendido que houve uma “inversão de prioridades, valorizando-se projeto discricionário em prejuízo de uma obrigação constitucional do Poder
Executivo” .

Em nota, a ANTT informou que já tem ciência da decisão da Justiça Federal e que vai recorrer. E, enquanto isso, a decisão judicial será devidamente cumprida.

Para a Agência de Desenvolvimento do Trem Rápido entre Municípios (ADTrem), a conexão entre os editais de ônibus intermunicipais e o Trem de Alta Velocidade está mal compreendida. “Não entendemos o argumento técnico, mas a Agência não tem a visão nem do Ministério Público, nem do juiz. Portanto respeitamos e vamos aguardar as providências da ANTT. Como as licitações devem ocorrer em breve, não acredito que irá atrasar o projeto do TAV”, afirmou Guilherme Quintella, presidente da ADTrem.

03/10/2011

Procedência: http://www.revistaferroviaria.com.br/index.asp?InCdNewsletter=6373&InCdUsuario=40523&InCdMateria=14196&InCdEditoria=1

Origem: Revista Ferroviária

 

Written by goppp

03/10/2011 às 15:00

Publicado em Transporte Público

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: